sexta-feira, dezembro 30, 2005

Feliz Ano novo!!

Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um individuo genial.
Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para frente... tudo vai ser diferente!

Carlos Drummond de Andrade

Feliz Ano Novo !!!!

quarta-feira, dezembro 28, 2005

Feedback do Natal

As vezes eu me acho otimista. As vezes eu me acho pessimista. Mas na maioria da vezes eu espero o que vai dar, como a maioria das pessoas fazem.
Mas mesmo no meu pior estado de pessimismo eu nunca iria pensar que este natal que passou seria tão ruim.

Não que os natais passados houvessem sidos maravilhosos, e particularmente eu nunca vi ( ou senti) o chamado "Espirito do Natal", mas uma coisa que eu não posso negar é que as noites de natal eram as noites em que eu mais comia. Pernil, peru, rabanada, maionese.. era um verdadeiro tour gastronomico. Tour mesmo, pois o que eu masi gostava de fazer no Natal era sair de casa em casa petiscando a ceia de outras familias. Isto sim é que era a verdadeira confraternização de Natal. Não aquela falsidade de amigo secreto....

Esta é a minha maior queixa deste natal e o que o torna pior do que os outros. Além de meus familiares me abandonarem como um cachorro sarnento e irem passar a ceia na casa de uma prima minha, eles me deixam a base de hamburguer e panettone, sendo que o hamuburguer era ele mesmo, só, sem nehum condimento nem mesmo pão. Triste e faminto o natal parecia ser.

As quinze para meia-noite, o apice da festa pseudocristã estava para chegar e eu estava de cuecas na frente do computador. Mas uma coisa que eu sempre afirmo é que nada acontece por acaso, e os meus fracassados feriados vem servido muito bem para provar esta minha verdade. Quando eu menos esperava meus verdadeiros amigos haviam aparecido para "festejar" comigo, todos estavam muito mal vestidos para a festa o que deixava eles menos hipócritas.

Naquele momento se eu possuisse um coração que funcionasse poderia muito bem ter sido levado as lágrimas.

Mas preferi sair e ficar até as 4: 00 na rua, onde me alimentei da ceia de outras familias.

Finalizando, meu natal foi ruim por que passei longe da familia e com fome. Mas qnd eu menos esperava me vi ccercado de amigos ( a familia que escolhemos) e ceiando na casa dos mesmos.

Vai saber se ano que vem eu deixo de ser um Loserguy e viro uma pessoa de sucesso?

É, pelo jeito meu lado superotimista esta funcionando.

sábado, dezembro 24, 2005

Sugestão de Comunidade Do Orkut

Vc chga na sua banca com os cabelos esvoançantes e já tocando aquele solo foderoso de Power True Noruegwian Folk Metal Progressivo em Air Guitar. Seu companheiro do lado começa a fazer barulhos indecifraveis e uma air batery, seu malevolo amigo continua com sons abafado em sua fodonica air bass e por fim aquele amigo mirradinho-baixnhio-magricelas faz o Agudo mais sem ritmo do mundo enquanto começa a saculejar a cabeleira. Em um instante a horda começa a se agitar enqnt aquela sua vizinha de cabelos branco e que fuma cigarro no pregador grita desesperadamente para vcs pararem.

Isto te lembra alguma coisa? Se lembra é pq tua turminha é do Metal!

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=6229926&refresh=1

Postagem rápida para não perder a inspiração

Este Blog é de perdedor mesmo.

Até agora não tenho nhum comentário.

ViVA!!

Vamos continuar assim.

Feliz Natal - eu acho

O Mundo é divido em dois tipos de pessoas, aquelas que amam o Natal e aquelas que o odeiam.
Logicamente eu estou no segundo grupo.
Apesar de ser religioso o Natal que fazemso agora não parece ter muito o significado que deveria ter, que é comemorar o nascimento de Cristo, e sim vender bugigangas que em janeiro vc vai entoxar em uma caixa e esconde-las embaixo da escada, onde se transformaram em um habitat perfeito para baratas e outros parasitas.

E neste ano esta parecendo que vai ser pior que os anteriores, nos anos já engolidos pelo tempo, pelo menos minha familia se reunia hipocritamente com os outros membros que odiavamos, e tinha festinha com muitas guloseimas. Mas este ano se alguém me achar no MSN comemorando onatal conversando com ninguém. Não fiquem surpresos

Meus pais irão vistar uma amiga deles que tem uma voz irritante. É uma coisa muito caricata a voz da criatura, parece até com aquelas imitações de negros que a televisão fazia em seus primórdios. Eu não quero nem sair de casa.
Talvez eu passe na casa de alguns amigos, mas eles vão estar preocupados demais com as familias felizes e unidas dele para me darem um pingo de atenção. Como se eu fosse para a casa dos outros no natal para ficara abraçando bebados e gordos escrotos. Vou só para desejar um sincero Feliz Natal para aqueles que importam e um hipocrita e nada cristão para aqueles que fedem.
Claro que eu também vou atrás dos mais variados acepipes :)

Ou seja mais dos que os outros anos, nos quais eu possuia alguma esperança de não continuar sendo um perdedor, este ano eu tenho certeza que este estigma vai continuar comigo até o dia do Armageddon.
Triste mas bem verdadeiro.

Um Feliz Natal para as criaturas acefalas que vem nesta epoca um Yom Kippur ( dia do Perdão) onde devem perdoar todos aqueles que te humilharam o ano inteiro. E um Péssimo NAtal para aqueles que pensam, pois estes vão se preocupar demais com outras coisas e não aproveitar aceia natalina.

Novamente eu pertenço ao segundo grupo

terça-feira, dezembro 06, 2005

A Culpa é do Chuveiro

A primeira coisa antes de pensar em fazer um blog, era pensar porque fazer um blog.
Pensei bastante e acabei por decidir que vou fazer um blog de perdedores.Não que eu seja um perdedor-mor, já que se fosse assim eu seria o maior dos perdedores e seria melhor em alguma coisa, e é impossivel ser perdedor e melhor ao mesmo tempo, é paradoxal.
Mas eu queria mostrar a minha faceta perdedor, que domina tdas as outras . Quem sabe vc não se identifica um pouco com este blog.
Mas isto seria eu querer demais disto.

Na verdade é mais para desabafar e contar coisas que não contamos nem para os nossos amigos mais intimos.
Aquelas coisas bizarras e que medem medo na alma de um homem.

Abraços,